Transformação Digital

O bar secreto de Londres e a plataforma de gastronomia que nos ensinam algo importante sobre experiência do consumidor

5 de julho, 2019

Nas estreitas ruas de Londres, em meio aos sotaques britânicos, prédios antigos e às grandes janelas de vidro, é possível encontrar, mais precisamente na travessa Artillery, o The Breakfast Club.

Não tem muito mistério. Basta procurar a porta amarela chamativa que há ali. Talvez seja a porta londrina mais extravagante da história. À primeira vista temos um bar normal cujos móveis usados foram todos doados pela mãe dos fundadores. Mas reza a lenda que seu interior guarda segredos (falei que não tinha muito mistério, mas na verdade temos um).

O segredo da travessa Artillery

Entre e observe, lá no fundo, passando por todas as mesas cheias de panquecas gordurosas, uma enorme geladeira velha com um estupendo abacaxi em cima. O que parece ser mais um aspecto extravagante da decoração nada comum, na verdade é uma porta secreta (música de suspense de fundo)!

Mas, antes, uma pequena aula de história: nas décadas de 20 e 30 a lei seca americana foi rigorosa e era ilegal o comércio e o consumo de bebida alcoólica no país. Esse período fez com que surgissem diversos bares escondidos que faziam contrabando. Ilegais, esses estabelecimentos ficaram conhecidos como “speakeasy” que significa “fale baixo”. Ninguém poderia saber que eles existiam e, por isso, era comum ter que saber a senha para entrar. Mesmo com a mudança na lei, ainda é comum achar este tipo de bar ao redor do mundo, todos inspirados nos antigos estabelecimentos contrabandistas americanos.

The Mayor of Scaredy Cat Town é um bar que fica escondido embaixo de um bar, ou seja: é um speakeasy. Ao abrir a porta fake de geladeira, nos deparamos com uma escada que leva até o local secreto.

O bar é comum. Tem sua linha própria de drinks, aperitivos e seu aspecto rústico. Mas o que faz dele tão especial e sempre muito requisitado por turistas é justamente seu aspecto mais secreto: a exclusividade.

A experiência está em participar de um bar que não é todo o mundo que sabe sobre. Claro, hoje a internet ajuda e é possível saber tudo sobre ele, mas a grande sacada do local é este ar de mistério e o storytelling acerca dele. O drink pode não ter nada de especial e o estofado da cadeira que você vai sentar é o mesmo de qualquer bar mais acessível da cidade. Mas o resultado de participar de algo que vai além de apenas a “ideia de um bar” é o que engaja os clientes do local. Você não precisa alimentar o consumidor apenas com comida, mas sim com algo a mais.

Interior do The Mayor of Scaredy Cat Town

O que você vai comer e beber hoje?

Enxergar além da comida que está na sua frente é o primeiro passo para conseguir se aventurar em contextos gastronômicos. Nunca é só comida. Nunca é apenas um drink. Nunca vai ser apenas um bar.

Aquele prato de massa que você ama e até aquele brownie de café da tarde possuem propriedades sociais que vão além daquele aspecto físico e delicioso que está na sua frente. Se alimentar envolve interações e trocas de sentimentos. Por isso a pergunta “o que você vai comer e beber hoje?” é tão importante, ela envolve mais do que apenas satisfazer a sua fome.

Share Eat, da 4all, foi criado com este intuito. Uma plataforma gratuita, presente em site e aplicativo, que analisa os diferentes ambientes e contextos que a gastronomia está inserida, que aborda seus usuários com dicas e incentiva interações, um projeto para descobrir a sua próxima experiência gastronômica.

A produção de conteúdo é feita com base na inserção em determinado ambiente para descobrir os melhores locais. Esse conteúdo mais específico ajuda a ter contato com diferentes estabelecimentos e a criar um acervo de conteúdo maior para recomendar para o usuário.

No Rio Grande do Sul já está disponível em Porto Alegre, Serra Gaúcha, Bento Gonçalves e Região dos Vinhos. A sua expansão já está acontecendo e até o momento estamos presentes em São Paulo, Floripa, Garopaba e Punta Del Este. A plataforma está disponível em web, iOS e Android.

Ao acessar, é possível criar sua conta e ter contato com diferentes food lists com recomendações. Além disso, também tem os food stories, onde você pode compartilhar o que você está comendo/bebendo ou o local que você está visitando.

Um exemplo legal é a food list que foi criada para a PUCRS com os melhores locais para comer dentro do campus. O conteúdo foi tão específico que a lista foi parar no Spotted PUCRS, um dos perfis do Facebook e do Instagram mais utilizadas pelos alunos. O resultado foi um engajamento interessante com a comunidade que frequenta o campus.

Esse caso reforça nosso objetivo com o projeto que é encontrar, compartilhar e viver experiências gastronômicas independente do perfil, momento ou lugar delas. Onde existir a necessidade de viver uma experiência gastronômica, o Share Eat vai estar presente.

Bares secretos não precisam mais ser secretos

Encontrar o estabelecimento que vai combinar com você não precisa ser mais uma tarefa complicada. Através de algoritmos de inteligência de dados e de comportamento de usuário acontece a customização das dicas conforme seus interesses e preferências, tudo com curadoria de experts locais — os caras que sabem onde estão os segredos da cidade. Aquele bar secreto fruto da lei seca americana não precisa mais ser secreto para você, o Share Eat pode te ajudar a encontrá-lo ou incentivar algum usuário a compartilhá-lo.

A ideia dessa iniciativa nasceu do entendimento de que existe uma lacuna ainda não preenchida no mercado digital de uma plataforma totalmente voltada para experiências gastronômicas. Além de um novo segmento de negócio a explorar, este produto ressalta o propósito da empresa como agente para promover a transformação digital dos negócios e do mercado.

O grande aprendizado

Podemos sempre ir além do alimento, além do drink e além do local. Como marcas, devemos olhar o comportamento do nosso cliente — ou o que ele busca quando vem até o nosso estabelecimento. A gastronomia pode ser um aspecto ainda mais complexo quando a utilizamos em diferentes canais para espalhar uma ideia. O The Mayor of Scaredy Cat Town e o Share Eat são dois exemplos disso. Ambos buscam enxergar além de um produto tangível, eles pensam na frente disso: em toda a interação e descoberta que suas ideias causam. Seja descobrindo uma lista de novos tipos de comida para experimentar ou até a experiência única que aquele bar ultrassecreto que está ali pertinho de você.

Para saber mais

Vídeo que mostra o The Mayor of Scaredy Cat Town

Bares Speakeasy

Lei seca americana

Siga a Share Eat nas redes sociais
Facebook
Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *