Tech

Hard e soft skills: como desenvolver competências técnicas e comportamentais no home office

29 de junho, 2020

Muito se fala sobre as competências que devem ser desenvolvidas para se tornar – e, principalmente, se manter – um bom profissional no mercado de trabalho hoje em dia. Cada vez se torna mais evidente que, para sermos relevantes e competitivos, devemos estar constantemente aprimorando nossos conhecimentos, habilidades e atitudes. Seja em termos técnicos ou comportamentais, buscar superar a si mesmo ao longo do tempo é imprescindível para que se atinja um reconhecimento e sucesso profissional.

Nesse contexto de desenvolvimento de competências e aprendizados, existem duas principais trilhas de desenvolvimento: as hard skills e as soft skills. As denominadas hard skills dizem respeito às habilidades técnicas e operacionais, conhecimentos mais específicos e densos. Estas, são mais tangíveis, consequentemente podendo ser aprendidas por meios convencionais – treinamentos, cursos, etc. – além de serem possivelmente medidas por avaliações e métricas. Programação, design gráfico e finanças são exemplos de habilidades desse tipo.

Do outro lado, as soft skills se definem por serem características comportamentais e, consequentemente, mais subjetivas. Estas, não são normalmente ensinadas em escolas e universidades, mas não deixam de ser igualmente – e em certos casos até mais – relevantes no desenvolvimento e performance dos profissionais. Proatividade, comunicação interpessoal, inteligência emocional e criatividade servem como exemplos nesse caso.

Para quem almeja uma melhor performance profissional, existe a possibilidade do desenvolvimento híbrido das duas linhas de competência. Afinal, ser um especialista em algo é muito importante e gera credibilidade para o seu trabalho, mas de nada adianta se suas emoções e comportamentos não te permitirem expressar o que tem de melhor. Da mesma forma, você pode ser extremamente seguro de si, ser cativante e saber se comunicar muito bem, mas se não tiver um mínimo de conteúdo embasado para falar sobre, uma hora ou outra isso virá a tona.

Sabendo disso, chega a hora de pensarmos em como partir para a prática no desenvolvimento de novas competências e, nesse momento, você pode aproveitar a flexibilidade do home office para começar. Abaixo, selecionamos algumas dicas para você evoluir tanto suas hard skills quanto suas soft skills. Vem ver!

Cursos online, lives ou até uma especialização universitária

Se estiver buscando adquirir conhecimentos em áreas específicas por um canal fácil e prático, essa é a hora. Para a felicidade dos curiosos e autodidatas, nunca houve uma oferta tão grande de conteúdos educacionais disponíveis pela internet. Se matricular em cursos online ou assistir às diversas lives disponíveis no Instagram e Youtube são apenas algumas das milhares de opções ao alcance de todos.  Veja também algumas dicas para aderir ao Lifelong Learning, método utilizado por grande empresários para se manter atualizado.

E não pense que são poucas as pessoas que estão buscando reciclar seus conhecimentos através desses meios. A Udemy – plataforma de cursos online – realizou uma pesquisa e divulgou ter tido um aumento de 425% na quantidade de matrículas totais na plataforma no período de isolamento. O mais interessante é que não somente houve uma maior procura por cursos vinculados a hard skills – a categoria de TI e Software, por exemplo, teve um aumento de procura de 77% – mas também os que abordam temáticas de soft skills – a categoria de desenvolvimento pessoal teve uma alta de 61%, e o conteúdo de habilidades de comunicação especificamente subiu 131%.

E se os cursos independentes não forem a resposta para seu perfil ou seus objetivos, porque não apostar em uma jornada universitária, sem mesmo sair de casa? A oferta de cursos  de ensino à distância é muito grande e a qualidade tem aumentado cada vez mais. Inclusive, a busca por cursos de especialização na modalidade EAD cresceu 130% somente neste período de quarentena, de acordo com um levantamento do Google.

Autoconhecimento e desenvolvimento pessoal

Ocupar seu tempo livre com cursos e a aquisição de novos conhecimentos é muito importante. Mas, principalmente quando se tratando das soft skills, o primeiro passo para se desenvolver é fazer uma autoanálise. Tente perceber características suas que te diferenciam e também as que poderiam ser melhor desenvolvidas, tentando pensar nos esforços que seriam necessários para mudar esse padrão em seu comportamento.

Como um apoio nessa jornada de autoconhecimento de suas características como profissional, solicitar um feedback para seus líderes e colegas de trabalho pode ser uma ótima alternativa. A partir daí, você terá insumos para se desafiar em competências comportamentais que, por algum motivo, ainda podem deixam a desejar em seu desempenho atual.

Por fim, a mensagem que fica é: não deixe para aprimorar suas competências somente quando tudo estiver estável. Existem muitos meios de adquirir novas hard e soft skills mesmo na situação que estamos vivendo atualmente. Sair da zona de conforto faz parte do processo, mas o resultado compensa. Quem aí já vai começar a mapear e desenvolver suas competências?


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *