Trends

Entretenimento pós-pandemia: entenda as percepções e perfis de consumidores

24 de agosto, 2020

Queremos saber: você é do time que está louco de saudades de um evento? Não vê a hora de estar no meio de uma aglomeração sem a preocupação do contágio pelo vírus? Ou o nervosismo e instabilidade da situação atual nem te deixa pensar nas possibilidades futuras?

Seja qual for o seu sentimento pessoal, é inegável o fato que a pandemia atingiu o mercado de eventos. Como comentamos mais a fundo no episódio do nosso The Fourth Cast sobre o mercado de entretenimento, as repercussões do atual contexto foram um divisor de águas para esse mundo. 

Porém, mesmo que a situação atual exija muita resiliência por parte dos profissionais do setor, é importante mapear possibilidades para sua retomada. Afinal, uma hora ou outra isso tudo irá passar e poderemos voltar a celebrar como gostamos!

Pensando nisso, a galera da Uhuu – uma das empresas do ecossistema 4all – realizou uma pesquisa no mês de junho, com o objetivo de entender o que o público do entretenimento vêm pensando e sentindo nesse período de pandemia. O que a galera imagina quando falamos em uma retomada? Será que alguém já pensa em comprar ingressos para eventos futuros? Vem ver!

Sobre a pesquisa

Mais de 3 mil pessoas compartilharam suas percepções, de forma totalmente anônima. Para que fosse possível compreender o cenário nacional desse mercado, uma galera dos mais diversos estados do Brasil foi convocada, com foco nas regiões sul, sudeste e nordeste.

Sabemos também que 61% dos respondentes costumavam ir a eventos frequentemente pré-pandemia. Além disso, quase metade (47,7%) destes foram financeiramente impactados pela crise causada pelo coronavírus. Ainda, se sabe que o público que topou participar da pesquisa em maior peso são mulheres, entre 25 e 45 anos, as quais majoritariamente vivem em seu conjunto familiar e em capitais e regiões metropolitanas.

Os resultados da pesquisa trouxe insights valiosos sobre o perfil desses consumidores e as perspectivas para a retomada do setor. Frente a esse mar de dados obtidos, duas principais linhas de análise foram obtidas. Primeiramente, uma percepção geral sobre a possibilidade de retorno dos eventos presenciais, a qual demonstrou uma certa dicotomia nas percepções dos usuários. Em uma linha paralela, as informações obtidas também permitiram que se mapeassem os distintos perfis de consumidores de eventos. Segue para entender melhor esses resultados!

#TeamBora ou #TeamMedo?

Duas perguntas chave presentes na pesquisa nos fez perceber uma separação clara entre os respondentes. Primeiramente, quando questionados sobre a possibilidade de ir a eventos antes do controle total da pandemia, 42% dos respondentes respondeu afirmativamente e 57% negou a possibilidade, o que demonstra essa divisão dicotômica.

De um lado, tem o público que está animado para a volta dos eventos o mais rápido possível, ainda que ressaltando o respeito a todos os cuidados de higiene, capacidade reduzida e distanciamento possíveis. De outro, os que de forma alguma iriam a eventos sem que a pandemia esteja totalmente cessada. Já este segundo grupo em geral enfatiza que só retornaria mediante uma vacina para o vírus, garantindo assim a segurança absoluta para o contato social.

Ainda, outra pergunta que teve destaque e também apresentou resultados bem divididos foi sobre o sentimento das pessoas de comprar ingressos para eventos futuros. Surpreendentes 54% fariam tal compra mesmo antes da pandemia ter acabado totalmente. Destes, 43% comprariam para atrações ainda em 2020, 41% para o início de 2021 e somente 10% só ficariam confortáveis a partir de junho de 2021, o que mostra ainda mais esse sentimento otimista.

Frente a esses resultados, em um panorama geral, se identificou a validade de analisar as percepções específicas de alguns públicos. Dessa forma, a Uhuu analisou as respostas e foi capaz de elencá-las em alguns grandes perfis:

Que tipo de consumidor de eventos você é?

Assim como em qualquer outra amostragem, os respondentes da pesquisa dos consumidores de eventos podem ser alocados em alguns grandes grupos, os quais são chamados de perfis de consumidores. Isso é possível a partir de recortes sociais, geográficos, de gênero e de idade dentre os respondentes. Uma vez identificados esses padrões, se torna mais fácil entendermos seus comportamentos e a motivação de suas ações e pensamentos, tanto no presente como no futuro.

Já consegue visualizar alguns perfis? Confere as percepções que achamos mais relevantes sobre cada um – e, se quiser saber mais – acesse o material completo aqui!

  • Vovós e vovôs

Nossos queridos veteranos do entretenimento só queriam dar um rolê tranquilo, mas percebem que ainda não é o momento. Dessa forma, negaram qualquer ideia de voltar a frequentar eventos antes do fim total da pandemia, assim como não comprariam ingressos com antecedência. 

  • Geração Z

A galera da geração Z (jovens com menos de 24 anos) foi quem se mostrou mais receosa em termos financeiros. Pelo alto nível de desemprego que a situação atual causou, pagar um alto valor em ingressos sem previsão ou investir em conteúdos exclusivos não são prioridades. Ah! Mas mesmo enfrentando essa situação difícil, eles são otimistas em relação à retomada dos eventos, que imaginam acontecer ainda em 2020 ou início de 2021.

  • Público do interior

Já parou pra pensar que quem não mora nas capitais ou regiões metropolitanas tem que fazer um esforço extra para comparecer a eventos, por conta do deslocamento? Mas nem isso é motivo para que o povo do interior não se empolgue com a retomada. Inclusive, eles respondem muito positivamente a turnês especiais e a compra de ingressos para eventos futuros!

  • Público família

Quando falamos de famílias, gastos extras com lives ou assinaturas de conteúdo não são atrativos, já que as preocupações com adaptações ao novo momento são prioridade. Mesmo assim, acreditam que os eventos serão retomados ainda esse ano e teriam interesse em comprar ingressos antecipadamente (mesmo que não nesse exato momento), ainda mais com a possibilidade de parcelamento e/ou compra online de produtos antecipadamente.

  • Masculino adulto

Sabe aquela pessoa que tá só esperando alguém dizer “bora!” para levantar e ir? Esse é o público masculino adulto frente à retomada dos eventos. Estes, comprariam ingressos antecipados, estão otimistas com o retorno mais breve possível e, inclusive, se mostram dispostos a participar de eventos mesmo sem o fim totalmente controlado da pandemia.

  • Feminino adulto

Já as meninas deixam claro que, sem o fim da pandemia, não se sentiriam confortáveis com a retomada. Porém, isso não quer dizer que elas não curtem um bom evento, com destaque para as turnês especiais. Enquanto isso não é uma realidade, elas buscam segurança e consideram inclusive a possibilidade de assinar conteúdos exclusivos.

Recapitulando e costurando

Se inteirar de como os diferentes públicos estão se sentindo frente a retomada do setor de entretenimento é importante não apenas para questionar a nossa visão individual, como também ter a dimensão de como o todo se comporta.

Mais que isso, analisar essas respostas traz insumos para que os profissionais da área de entretenimento sejam capazes de mapear possibilidades  e planejar suas ações futuras a partir das segmentações de perfis e comportamento.

Curtiu saber um pouco sobre essa pesquisa? Querendo ficar ainda mais por dentro do assunto, acesse os materiais completos da pesquisa, escute nosso podcast sobre entretenimento, ou até entre em contato com a galera da Uhuu!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *