Cultura

Engajamento no trabalho remoto: 4 dicas para otimizar o potencial do seu time

17 de julho, 2020

Alguns meses atrás, logo que o contexto de quarentena foi imposto e as empresas começaram a migrar ao home office, refletimos sobre como seria possível manter o alto desempenho dos colaboradores nesse novo formato. Inclusive, você pode acessar nosso artigo sobre produtividade para o trabalho remoto para ver dicas sobre essa temática.

Mas agora, ao analisar a jornada que passamos nesse período, percebemos que falar só de eficiência individual está longe de ser suficiente. Observando as construções feitas pelos nossos times, fica claro que o ingrediente secreto para os bons resultados não é a alta produtividade de cada um (isso é uma consequência), mas sim, trabalhar com um grupo de pessoas altamente engajadas.

Quando falamos de uma equipe de colaboradores, engajamento é resultado da motivação estimulada pelo propósito e o comprometimento com o trabalho que está sendo realizado pelo todo. É o que difere alguém que trabalha por obrigação de outro que genuinamente acredita na importância do que faz. É o compromisso emocional que temos com nossas atividades profissionais.

Migrando ao trabalho remoto e estando em meio ao contexto de pandemia, é natural que os fatores que costumavam gerar esse engajamento sejam postos em segundo plano, fazendo com que essa dimensão se enfraqueça. Ainda, outros fatores do contexto externo acabam tomando espaço e subtraindo ainda mais essa equação.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Harvard Business Review, existem três pontos principais que tendem a gerar um maior engajamento, mas que podem acabar sendo colocados de lado considerando o contexto atual e esse formato de trabalho. A facilidade para fazer é o primeiro ponto: uma vez que a dinâmica de trabalho fica mais distante e os processos de certa forma mais lentos, os colaboradores veem menos resultados práticos e tendem a se engajar menos. Outro fator muito importante é o propósito: com a comunicação reduzida, os lembretes do verdadeiro motivo por trás do trabalho tendem a ser menos recorrentes. E como um último ponto temos o potencial: a ideia de estar constantemente aprendendo e evoluindo se torna mais distante no momento atual, pois se acaba focando mais em atividades táticas e operacionais.

Da mesma forma, alguns fatores tendem a reduzir a motivação e o engajamento dos colaboradores na situação atual. Primeiramente, a pressão emocional: afinal, nunca havíamos aproximado tanto nossas vidas pessoais e profissionais, somado ainda ao contexto externo de instabilidade e preocupação. Complementarmente, a pressão financeira: o período de crise e o índice de desemprego nas alturas gera uma grande ansiedade, o que costuma gerar um efeito reverso no desempenho dos funcionários. Por fim, a inércia em relação ao trabalho: ao se perceber em um looping de atividades operacionais que se intensificam trabalhando remotamente, os colaboradores tendem a refletir sobre a real importância do que fazem.

Nos deparando com essa situação, fica clara a necessidade de se estabelecer práticas que compensem essa redução de engajamento. Sendo assim, é muito importante que as lideranças nas organizações se vejam na responsabilidade de estimular seus times para que a motivação, o desempenho e, consequentemente, os bons resultados se mantenham.
Pensando nisso, destacamos alguns hábitos que podem fazer toda a diferença. Vamos lá:

#01 Comunique internamente – mais do que nunca – o propósito da empresa

Acreditar no propósito do trabalho que fazemos é o que nos motiva a acordar todos os dias de manhã e entregar o melhor possível. Ainda mais ao trabalhar de casa, com um ambiente cheio de outras distrações, os colaboradores precisam desempenhar suas atividades diárias da empresa porque genuinamente veem um sentido e importância nelas. Dessa forma, é um papel das lideranças reforçar constantemente esse objetivo que guia as ações do dia a dia, criando um ambiente de intenções e motivações compartilhadas.

#02 Crie espaços para compartilhamento de anseios e dificuldades – sobre o trabalho ou não

Muitos de nós estamos passando por dificuldades e anseios pessoais – ainda mais que em condições normais – que não compartilhamos espontaneamente com nossos colegas, sejam questões de convivência familiar, dificuldades financeiras ou desconfortos com o contexto externo. Frente a isso, deixar claro para seu time que existe uma preocupação com a saúde mental dos colaboradores é muito importante para aumentar a conexão emocional entre a pessoa e a empresa. Disponibilizar um espaço confortável no ambiente empresarial para que se dividam essas questões é uma ação que tende a gerar benefícios para ambos os lados.

#03 Promova momentos de descontração

Quando se trabalha presencialmente, intercalar o trabalho com momentos de integração entre os colaboradores é muito comum. Seja na hora do almoço ou cafézinho, nos happy hours promovidos pela empresa ou mesmo ao se cruzar pelos corredores, criamos vínculos com nossos colegas que ultrapassam as atividades de cada um. Mesmo estando em casa, é importante que esses vínculos sejam alimentados de alguma forma, já que eles são imprescindíveis para formar um time mais colaborativo e engajado. Momentos de conversa e até um café ou happy hour virtual podem ser algumas formas de promover essa integração.

#04 Estimule o desenvolvimento contínuo dos colaboradores

Um ambiente empresarial costuma ser sinônimo de aprendizados constantes. Mesmo no trabalho remoto, é muito importante que os colaboradores não percam esse sentimento de estar continuamente evoluindo e adquirindo novas competências. Pensando nisso, uma ótima iniciativa é criar espaços para compartilhamento de ideias dos próprios colaboradores para outras partes da empresa. Ainda, incentivar que os funcionários tirem um tempinho dos seus dias para aprender e se atualizar é muito válido. Isso tem uma relação direta com o conceito de Lifelong Learning e com certeza trará resultados positivos tanto para os colaboradores quanto para os resultados gerais das empresas.

Colocar em prática ações como essas não exigem grandes esforços, além de serem comportamentos que certamente irão gerar melhorias visíveis no engajamento dos colaboradores da sua empresas. Vamos dar o primeiro passo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *