Trends

NRF 2019: primeiro dia — Nada mais é só físico ou apenas digital

15 de janeiro, 2019

Estamos em Nova York com a missão de trazer ao Brasil as referências de tecnologia para o varejo.

Nosso time de especialistas destacou o que considera os principais insights do primeiro dia da NRF 2019, para onde o mercado do varejo está apontando e onde moram as oportunidades de transformação digital.

NRF 2019: primeiro dia

Físico e digital: não dá mais para pensar em limites

Assim como as lojas físicas estão trabalhando duro para desenvolver capacidades digitais, as marcas puramente digitais estão procurando criar presenças físicas à medida que aprendem que a maioria dos consumidores deseja interagir com os produtos. Grandes exemplos a serem citados e que participaram de painéis no evento são o Walmart, a Kroger e a Casper (uma empresa de colchões nativa digital).

A Casper realizou um “tour” de lojas pop-up para permitir que os clientes experimentassem os produtos da empresa. Isso levou à primeira loja física da empresa.

“A linha entre uma loja pop-up e uma loja permanente se tornou obsoleta: para os clientes, todas são lojas” Eleanor Morgan — Casper

O Walmart investiu 11 bilhões de dólares em transformação digital em 2018. Sempre com foco no consumidor. As últimas entregas com impacto relevante do gigante do varejo foram a facilidade para o retorno de pedidos originados por marketplace, o uso de realidade virtual para escalar o treinamento nas lojas, o machine learning para personalizar a experiência — especialmente a funcionalidade de “reorder”(recompra), cada vez mais personalizada — e, por fim, todo o processo de pick-up store.

“Com cinco mil lojas no Estados Unidos, nós estamos à distância máxima de 15 km de cada lar americano. Essa é uma vantagem competitiva importante, e o nosso foco está em criar uma experiência omnichannel para nossos clientes” Jeremy King — Walmart

A maior rede de supermercados dos Estados Unidos, fundada em 1883, se chama Kroger e figura entre os principais players em inovação. Seu e-commerce cresce 40% ao ano e eles afirmam que a garantia do sucesso é disponibilizar os canais e deixar os clientes escolherem o que lhes for mais conveniente.

“O papel do varejo é resolver os problemas para os clientes.” Rodney McMullen — Kroger

Transparência e confiança

Em tempos de Lei Geral de Proteção dos Dados e todos debates acerca de privacidade e uso dos dados pelas marcas, as palavras “transparência, confiança e honestidade” foram amplamente utilizadas no primeiro dia de NRF 2019.

Uma relação de confiança entre pessoas e marcas não é construída na base do “eu sei tudo sobre você”, mas “eu sei o suficiente para tornar sua experiência única”. Essa relação é também sobre cumprir as promessas quanto às entregas dos produtos certos para cada necessidade. Honestidade, transparência, confiança são a moeda mais valiosa do varejo.

A força da mulher no mercado

Neste ano, a NRF reforçou o valor feminino junto ao mercado, trazendo painéis e palestras a esse respeito, falando abertamente sobre o tema, principalmente em relação à liderança das mulheres e à igualdade.

Você deve sair da sua zona de conforto e pedir o (salário) que merece. Não discuta contra você mesma.” — Diane Dietz — Rodan + Field

Palavras-chave do primeiro dia

Preparamos uma nuvem de palavras com todos os temas e palestras desse primeiro dia e é possível perceber que “customer” (consumidor) e “experience” (experiência) figuram lado a lado em termos de importância. Acho que isso sozinho já nos diz muito sobre varejo e tendências 😉

Cloud Word NRF 2019 — day one

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *